3 dicas para você se transformar em um advogado gestor.

3 dicas para você se transformar em um advogado gestor.

Muitos advogados acreditam que investir em conhecimento técnico é a melhor maneira para construir uma carreira de sucesso. É certo que ter um bom currículo e ser um especialista é essencial para prestar bons serviços jurídicos.

Porém, para transformar a advocacia em uma atividade lucrativa e rentável, é preciso ir além dos livros e dos cursos de pós-graduação. É preciso se transformar em um advogado gestor.

Diversos profissionais ainda não sabem como administrar seus escritórios de forma profissional. Da mesma forma, é comum encontrar advogados que têm dificuldade de delegar tarefas e acabam ficando sobrecarregados. Resultado: muitas horas de trabalho e pouca efetividade.

É nesse ponto que entra o papel do advogado gestor, posição que exige algumas habilidades e competências específicas. Para saber quais são elas, não deixe de conferir as dicas desse artigo.

1. Conheça o mercado e mantenha o foco nas tendências.

Se você pretende gerir seu escritório de forma profissional e com foco em resultados, o primeiro passo é pesquisar o mercado. Um bom advogado gestor conhece bem o mercado que atua e consegue identificar boas oportunidades a partir das suas análises. Uma visão ampla do mercado permite que o profissional crie estratégias mais competitivas, ganhando assim maior destaque.

Profissionais que conhecem bem o mercado conseguem identificar tendências e oportunidades. Muitos conseguem até usar as adversidades a favor do seu negócio.

Para ser um bom advogado gestor é importante estudar as áreas do Direito que possuem mais demandas, qual o perfil do seu cliente ideal, como a concorrência vem se posicionando, entre outros fatores. Essas informações são essenciais para traçar um plano de ação, que permita posicionar o seu escritório com destaque.

2. Invista em conhecimento de gestão e marketing.

Você não é o único advogado que se formou sem ter conhecimentos básicos em administração. Mas, não se preocupe. Não é preciso fazer uma segunda faculdade para gerenciar seu escritório.

Atualmente, graças à tecnologia, os advogados contam com boas ferramentas que auxiliam tanto na gestão do escritório quanto no marketing jurídico. Um software jurídico, por exemplo, permite que o advogado gerencie o financeiro e o administrativo do seu escritório. Como essa ferramenta organiza e automatiza uma série de rotinas, fica mais fácil fazer o controle e a administração do escritório.

Outra ferramenta que vem ganhando espaço na advocacia é o CRM. Do inglês Customer Relationship Management, o gerenciamento de clientes é outro recurso que não deve faltar no dia a dia do advogado gestor. Muitos advogados já perceberam que o relacionamento com o cliente é a chave para fechar mais negócios.

Por isso, muitos profissionais estão investindo em ferramentas que automatizam parte do atendimento, sem prejudicar as demais atividades da banca.

3. Desenvolva as competências comportamentais de um advogado gestor.

Um advogado gestor também deve se preocupar em desenvolver algumas competências comportamentais. Características como a automotivação, estabilidade emocional, liderança, comunicação interpessoal, relacionamento interpessoal, inovação e criatividade são pontos que merecem total atenção.

Desenvolver essas habilidades pessoais ajuda o advogado na gestão da sua banca, sem que isso comprometa a sua vida pessoal e sua qualidade de vida. Sim, se transformar em um advogado gestor é um desafio e requer tempo e dedicação para o aprendizado. No entanto, os resultados que o seu escritório irá contabilizar compensarão muito.

Portanto, invista em treinamentos e ferramentas que te capacitem para gerenciar o seu escritório com maestria. E, para finalizar: fique atento as novidades da sua área e nunca deixe de propor e buscar inovações estratégicas.

Uma boa ideia para colocar as dicas desse artigo em prática é contar com um bom software jurídico para te ajudar ao longo da sua carreira.

Bom, uma coisa é fato: mudar hábitos é um desafio para qualquer profissional. O que não significa que o resultado não valha a pena. Sair da zona de conforto e experimentar um novo software jurídico pode gerar resultados valiosos na prestação dos seus serviços.

Agora que você já leu as dicas desse artigo e já sabe por onde começar, chegou a hora de você adquirir um sistema de automação para escritórios jurídicos e organizar de vez a sua vida profissional. A automação da sua rotina jurídica te permite, por exemplo, acompanhar, receber e ler intimações judiciais, acabando com o drama da burocracia e da perda de prazos.

POL é a líder de mercado em checagem, entrega e gestão de intimações judiciais, sejam elas dos Diários de Justiça (DJe) ou dos Sistemas Eletrônicos dos Tribunais (EPROC, PROJUDI, PJE).

Se você ainda tem alguma dúvida que a advocacia mudou, acesse o site da Publicações Online e automatize de vez o seu escritório.

Deixe uma resposta