6 dicas para advogados adequarem o seu atendimento ao cliente.

6 dicas para advogados adequarem o seu atendimento ao cliente.

Assim como em qualquer negócio, oferecer um bom atendimento ao cliente deve ser uma premissa também nos escritórios de advocacia. Afinal, um suporte de qualidade gera satisfação e fidelização de clientes, algo essencial em um mercado concorrido como o da advocacia.

Prestar um bom atendimento, contudo, não é algo tão simples. Seja para quem atua como autônomo, seja para quem trabalha com um time de advogados, promover um bom atendimento ao cliente na advocacia é um desafio.

Para melhorar o seu atendimento ao cliente e contabilizar os resultados dessa prática, confira as dicas desse artigo.

1. Seja acessível.

Quando o assunto é atendimento ao cliente na advocacia, um dos principais erros cometidos por advogados é ser inacessível. Tipo, quando o cliente te liga você não retorna à ligação, ou ainda, não visualiza e nem responde os seus e-mails. Bom, fique ciente de que isso pode gerar danos sérios tanto a reputação quanto ao faturamento da sua banca. Por isso, é necessário se organizar para oferecer um atendimento eficiente e de qualidade.

Todo advogado sabe que o atendimento ao cliente é uma atividade que demanda tempo e energia. Contudo, nem todos os profissionais dispõe de espaço na agenda para conciliar as atividades do escritório e o atendimento. Então, como resolver essa situação?

Prestar um atendimento de qualidade é um grande desafio para qualquer banca. Além de treinar profissionais para cuidar do atendimento, você precisa contar com as ferramentas certas para descentralizar a informação sobre os seus clientes. Assim, você possibilita que o atendimento seja feito por qualquer profissional. Um software jurídico é uma boa ferramenta para quem quer ter o registro dos atendimentos, promovendo assim um suporte de qualidade ao cliente.

2. Saiba escutar o seu cliente.

Se o seu objetivo é melhorar o atendimento, aprenda a ouvir o seu cliente com frequência. Muitos advogados acreditam que conquistam a confiança da clientela porque transformam cada reunião em uma verdadeira aula de Direito. No entanto, essa é uma visão bastante equivocada.
A confiança surge justamente quando o cliente é ouvido e bem recebido pelo escritório.

Antes de apresentar qualquer solução ou expor os seus conhecimentos, procure entender o problema do cliente. Isso traz não apenas mais qualidade ao seu atendimento, como também costuma promover a fidelização aos seus serviços jurídicos e ao seu escritório.

3. Seja didático na hora de executar o atendimento.

Ok, você conhece a legislação e as regras gerais do Direito, mas o seu cliente não tem essa expertise. Portanto, procure sempre ser didático e muito claro ao explicar como pretende conduzir o caso. Dê espaço para que o cliente faça as perguntas necessárias e retire todas as suas dúvidas. Evite ao máximo usar o “juridiquês” nos seus atendimentos. Uma comunicação mais acessível ao cliente é uma excelente maneira de melhorar o atendimento e conquistar a sua estima e confiança.

4. Mantenha o cliente sempre informado.

É fundamental que o seu cliente saiba que você está trabalhando pelo seu caso. Procure sempre ter uma postura proativa, mantendo o seu cliente informado. Mande relatórios periódicos sobre o andamento dos processos e preste contas do que está sendo feito de forma consistente.

Usando ferramentas como um software jurídico, por exemplo, você pode automatizar a elaboração e o envio de relatórios. Isso permite que o seu cliente receba informações relevantes sobre o seu caso, sem que você precise investir muito tempo no atendimento.

5. Crie e mantenha canais de comunicação eficientes

Ao estabelecer canais de comunicação com o seu cliente, certifique-se de que eles são eficientes. De nada adianta ter telefone, e-mail, WhatsApp, chats e Messenger se você não é capaz de prestar o devido suporte por meio desses canais. Quando se trata de estabelecer canais e uma comunicação eficiente, menos é sempre mais. Vale mais ter um ou dois canais que realmente funcionem e que de fato atendam os clientes, do que ter diversos canais que frustrem os seus clientes.

6. Tenha um cadastro de clientes atualizado.

Para fazer um bom atendimento é essencial ter um cadastro de clientes atualizado. Imagine que um cliente liga no seu escritório, mas você não consegue retornar à ligação simplesmente porque não tem o número correto. Esse tipo de situação ocorre frequentemente e muitos advogados acabam perdendo a eficiência no atendimento (e em muitos casos o cliente) simplesmente porque não cuidam de atualizar o cadastro.

Uma boa prática é manter a sua equipe treinada e atenta a esse fato. Assim, a secretária e os estagiários podem manter o seu cadastro de clientes sempre atualizado. Ah, e de tempos em tempos, faça uma pequena auditoria para saber se de fato os dados não estão se perdendo. A boa notícia é que os advogados não precisam mais de complexas planilhas para manter um cadastro atualizado de clientes. Com o auxílio de softwares jurídicos, o profissional tem à sua disposição recursos eficientes que otimizam o processo de cadastramento e atualização.

Agora que você já sabe por onde começar chegou a hora de alinhar o seu atendimento ao cliente às suas rotinas jurídicas.

Para tanto, leve em consideração a aquisição de um sistema de automação para escritórios jurídicos e organize de vez a sua vida profissional. A automação da sua rotina jurídica te permite, por exemplo, acompanhar, receber e ler intimações judiciais, acabando com o drama da burocracia e da perda de prazos.

A POL é a líder de mercado em checagem, entrega e gestão de intimações judiciais, sejam elas dos Diários de Justiça (DJe) ou dos Sistemas Eletrônicos dos Tribunais (EPROC, PROJUDI, PJE).

Portanto, se você quer melhorar o seu atendimento e conquistar novos clientes, acesse o site da Publicações Online e automatize de vez o seu escritório.

Deixe uma resposta