Com o aumento das transações comerciais entre empresas, como fusões, aquisições e incorporação, surge a realização de Due Diligence.
A Due Diligence torna-se uma importante ferramenta para que essas operações sejam realizadas de forma segura. Mas, você sabe o que é?

O que é Due Diligence?

Due Diligence é um termo em inglês que significa diligência prévia. Refere-se ao processo de análise e estudo detalhado das informações de determinada empresa, antes de realizar alguma operação.
Ou seja, Due Diligence nada mais é que uma espécie de investigação de um empresa. Tal investigação é realizada com o intuito de saber sobre o negócio que está sendo comercializado.
Esse processo pode ser relacionado à diversas áreas, como financeira, previdenciária, trabalhista e tributária. Ou seja, alguns aspectos devem ser acompanhados e realizados por advogados. Dessa forma, mostra-se uma boa oportunidade na prospecção de clientes.
A análise é realizada através de documentos das empresas, bem como através de reuniões com os executivos responsáveis pela mesma.
O processo de análise funciona como se fosse uma auditoria. O objetivo é aumentar as chances de uma operação acertada e um preço justo.

Para que serve?

A Due Diligence serve para prevenir que eventuais operações como aquisições, fusões ou incorporações sejam realizadas com empresas que não apresentam boas condições de mercado.
O procedimento serve para conhecer todos os aspectos da empresa alvo de negociação. Assim, a parte interessada na empresa fica por dentro de tudo que está acontecendo, inclusive dos riscos do negócio.
A referida análise serve tanto para a parte interessada em comprar quanto para a parte interessada em vender.
O comprador fica ciente das reais condições da empresa ao fazer a análise, e, da mesma forma, o vendedor se previne de eventuais arrependimentos. Ou seja, com a análise realizada, o comprador estará ciente de tudo, não podendo então, reclamar depois.
É de suma importância que seja realizada a análise das empresas antes de realizar quaisquer operações, visto que, diagnosticar as situações de risco podem prevenir muita dor de cabeça.

Entenda o que é Due Diligence

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *