imagem do advogado

A imagem do advogado confunde-se com a da banca jurídica e é determinante para os executivos.

Em pesquisa da Análise DNA, 91% dos entrevistados consideraram a boa reputação como elemento fundamental para a contratação.

Esse resultado não é novidade para ninguém, pois em 2009 a reputação já aparecia como fator decisivo nas pesquisas da revista. É a prova de que desde sempre a imagem do advogado faz a diferença para a banca jurídica.

Os empresários que contratam bancas jurídicas estão em busca da máxima credibilidade dos serviços. Por isso, para que uma reputação seja conquistada e alavancada, alguns fatores comprometerão os resultados buscados.

A importância do branding  para os advogados

No ambiente da comunicação, a imagem possui alta relevância. Para realizar a gestão dela de forma correta, muitos escritórios corporativos optam por estratégias de branding.

branding foca essencialmente na imagem que a empresa quer deixar na mente dos seus consumidores. Dessa forma, mais do que ter um logotipo ou uma frase de impacto, o branding trabalha a mensagem que o advogado quer passar para o seu público.

É uma forma de aproximação e fortalecimento da empresa.

Para isso, alguns buscam por “arquétipos”, a fim de tornar tangível essa mensagem. São opções como “herói”, “justiceiro”, “o inocente”, entre várias outras representações.

Embora ainda existam advogados preocupados com as implicações das técnicas de marketing frente às normas éticas da profissão, a boa reputação está ligada à imagem do advogado, que, por sua vez, será construída com uma gestão de marca eficiente.

Como dito, muitas bancas já estão preocupadas com esse tipo de gestão. Na pesquisa referida acima, o networking, a sustentabilidade e a responsabilidade social foram considerados essenciais para a boa imagem do advogado frente aos clientes.

As atitudes que fazem a diferença: networking dos sócios com o mercado; investimento em sustentabilidade; responsabilidade social

Networking dos sócios com o mercado

Muito já se falou sobre o networking, isso porque a interação do advogado com o mercado é essencial para manter a sua imagem. Segundo a pesquisa referida, o quesito aparece como o principal fator para muitos sócios.

Em termos genéricos, o networking nada mais é do que uma advocacia em rede. É ter contatos que facilitarão a sua interação e a abertura da empresa do cliente para o mercado. Desse jeito, o networking para escritórios de advocacia é um grande facilitador de soluções.

Essa rede de contatos permite que existam relacionamentos chaves para o trabalho dos escritórios corporativos. Consequentemente, a imagem do advogado é beneficiada com a agilidade e eficiência no atendimento aos clientes.

O que acontece é que essa rede de relacionamento ajuda em diferentes aspectos, como:

  • obter informações essenciais com agilidade
  • publicizar o cliente e/ou produto
  • identificar novos negócios

Os estudiosos de gestão de pessoas referem que o contato inicial ainda deve ser pessoal. Entretanto, com a digitalização das relações, o networking é facilmente nutrido por meio das redes sociais ou aplicativos de celular, como o Whatsapp.

Mesmo assim, é importante observar que, com a facilidade das redes sociais, é preciso ter cuidado com as publicações feitas. Nesses casos, muitos executivos analisam o perfil comportamental dos profissionais, pois uma reportagem errada pode ser impactante na imagem do advogado.

Assim, os empresários referem que não só o advogado associado deve manter o contato com novas redes de contato, mas os sócios também.

O que acontece é que a imagem do advogado gestor ainda é o que determina o fechamento de contrato com grandes empresas. Dessa forma, o networking para escritórios de advocacia deve estar centrado no sócio principal, sem deixar de lado os demais advogados.

Investimento em sustentabilidade

Outro fator importante para a imagem do advogado é atuar em uma banca que esteja comprometida com a sustentabilidade.

Aqui existem duas diferenciações.

Comumente vemos a definição de sustentabilidade como aquela ligada ao meio ambiente. Nesse caso, os escritórios estão voltados para a economia sustentável, priorizando corte em gastos desnecessários e que não estejam comprometidos com a responsabilidade ambiental.

Escritórios comprometidos com essas questões atuam na minimização dos riscos ambientais, com a redução do impacto na natureza. Essas técnicas são aplicadas no processo de trabalho da equipe, e estão focadas na:

  • redução de materiais
  • em  ONGS
  • utilização de materiais reciclados.
  • observação da ISO 26000 (visa a responsabilização pelos impactos sociais e ambientais)

Nesse caso, as atitudes afetam diretamente na imagem do advogado, já que a conscientização ambiental é um tema sempre atual. A atitude, além de melhorar a reputação, forma um vínculo com o cliente, visto que muitas empresas também adotam essa responsabilização.

Por sua vez, a advocacia sustentável também está relacionada ao ambiente de trabalho. Aqui, a influência para a imagem do advogado está conectada com os princípios da banca jurídica.

Nesse caso, as bancas comprometem-se com políticas de éticas, dentro e fora do escritório. A imagem projetada para o mercado é um reflexo do ambiente de trabalho.

Muitos escritórios consideram importante para a sua reputação o envolvimento com atividades que valorizem os talentos internos. As medidas são tomadas por meio de projetos sociais e culturais.

O escritório Tozzini e Freire, por exemplo, estabeleceu iniciativas em três áreas, que incluem Compliance, Inclusão e Governança Corporativa. Segundo a página do escritório, as práticas estão relacionadas aos aspectos:

  • econômicos
  • sociais
  • culturais
  • ambientais.

Todas essas práticas dão vasão à boa imagem do advogado perante as empresas, pois a reputação da banca escorre para seus associados.

Responsabilidade social

A responsabilidade social apareceu nas pesquisas como o terceiro fator mais importante, mas nem por isso deixa de influenciar a imagem do advogado.

O que acontece é que as bancas jurídicas viram destaque ao participarem de ações sociais. Muitas delas já possuem áreas especializadas em pro bono, além de fazerem parte de projetos sociais e culturais.

Nesse caso, o que os executivos destacam é o comprometimento com as consequências sociais do país. Ou seja: há uma preocupação com o desenvolvimento da sociedade, quase como um sentimento de patriotismo.

Focados nisso, vários escritórios de advocacia entendem que as ações dão uma posição de liderança.  Além disso, a imagem do advogado reflete a intenção de fazer a diferença, o que só amplia a ideia de que o advogado tem papel primordial na busca da justiça social.

Lembre-se: os três critérios não são exclusivos para manter a boa imagem do advogado e aprimorar o branding da banca.

Mesmo que estas sejam três qualidades muito valorizadas, os executivos ressaltam que os profissionais não podem parar de se especializar.

Ser uma autoridade na área que atuam ainda é uma das principais qualidades para fortalecer a reputação dos profissionais. Acima de qualquer qualidade, a imagem do advogado é construída a partir dos sucessos que ele conquista nas demandas dos clientes.

Ser um profissional comprometido com a resolução das causas e que busca, constantemente, melhores resultados é a base para a imagem dos profissionais da área jurídica.

Essa expertise aliada ao networking com o mercado e às práticas socioambientais são fatores definitivos para a gestão da imagem do advogado.

Mesmo que o advogado tenha uma boa rede de contatos ou faça parte de uma banca que é preocupada com responsabilidade social, a sua reputação não melhorará por isso. Ele precisa estar em constante atualização, mirando sempre os melhores resultados para os clientes, pois somente dessa forma as técnicas de branding otimizarão os resultados buscados.

imagem do advogado

Atitudes essenciais para a imagem do advogado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *