É muito comum que os profissionais acabem enxergando uns aos outros como adversários. Porém, saiba que é possível que advogados parceiros trabalhem em conjunto, gerando negócios lucrativos para ambos.

Concorrentes não são adversários

A advocacia, assim como todas as outras profissões, possui muita concorrência. Porém, a formação de parcerias pode ser uma importante aliada na construção de uma rede de conexões entre os advogados parceiros. Isto é, o trabalho em conjunto pode gerar ótimos negócios e fechamento de contratos lucrativos para todos.
Sendo assim, o primeiro passo é entender que os concorrentes não são necessariamente adversários. Ou seja, os concorrentes podem ser aliados.
Os advogados devem procurar parceiros que ofereçam algo que seu escritório não possui ou áreas de atuação diferentes das suas.
Em outras palavras, se você atua, por exemplo, em Direito do Trabalho, você pode fechar parcerias com advogados que atuem na área criminal, previdenciária ou cível, por exemplo.
Dessa forma, você jamais perderá um cliente, pois conseguirá prestar suporte em todas as áreas do direito, mesmo não tendo domínio sobre elas.

Clientes satisfeitos

O mais importante é sempre a prospecção e satisfação dos clientes. Sem eles, não há contratos, não há trabalho e não há lucro.
Portanto, é necessário que se faça de tudo para fidelizar e encantar seus clientes.
A formação de parcerias torna o escritório mais completo, visto que o advogado poderá prestar suporte aos seus clientes mesmo nas áreas em que não atua.
Ou seja, advogados parceiros podem prestar o atendimento que o cliente busca, e que o escritório não tem prática. Dessa forma o advogado não perde o cliente, pelo contrário, fideliza e encanta.
E, como sabemos, na advocacia a indicação é peça fundamental na prospecção de novos clientes. Portanto, clientes satisfeitos são clientes que indicam o escritório a outras pessoas.

Rede de conexões

Manter uma rede de conexões entre advogados parceiros é de suma importância no meio jurídico.
Para que se forme essa rede de conexões, o advogado pode investir na utilização das redes sociais. Com a utilização das redes sociais, você passa a ter visibilidade nas redes, não só por possíveis clientes, mas também pelos seus colegas de profissão.
O advogado acaba por criar laços com seus colegas e adquire confiança em seu trabalho. Dessa forma, sempre que um colega precisar de um advogado correspondente, ou alguém de diferente área de atuação, lembrará de você!
Uma importante rede é o Linkedin, rede social voltada ao público profissional. Trata-se de uma plataforma que pode ser utilizada tanto para prospectar clientes quanto realizar parcerias. Assim, é recomendado que o advogado faça publicações de conteúdos interessantes e inteligentes, sempre dentro da sua área de atuação.

Troca de experiências

Além de possuir mais chance de fechamento de contratos e geração de lucros, os advogados parceiros podem contribuir com outros valores.
A formação de parcerias pode fazer com que o escritório seja visto por mais pessoas, visto que os clientes dos advogados parceiros vão saber de você e conhecer seu trabalho.
Além disso, a troca de experiências entre os profissionais pode ser de grande valia, afinal, duas cabeças sempre pensam melhor do que uma.
A troca de conhecimentos pode ser bastante enriquecedora.
Portanto, vale a pena investir nas parcerias jurídicas.

Por que ter advogados parceiros?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *